BRASIL, RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO, Homem


O que é isto?


Enviar esta foto por e-mail
Anterior
ESTAÇÃO BARÃO DE MAUÁ

Mais uma estupenda colorização do Reinaldo Elias.

Vemos a Estação Barão de Mauá, inaugurada em 1926 e uma das mais importantes da Estrada de Ferro Leopoldina.

Além dos trechos metropolitanos que saíam do local, era sob seu altíssimo pé-direito que os passageiros esperavam a partida do badalado Trem de Prata. Os vagões turísticos e luxuosos levavam a nata da sociedade para um passeio até São Paulo.

Acho que já contei aqui que quando adolescente viajei neste trem para assistir um jogo dos juvenis do Flamengo contra a Portuguesa de Desportos. O "velho" era o chefe da delegação. O time tinha alguns que se transformariam em craques, como Gerson e Germano, além do Norival, Clair, Beirute, o goleiro Edmar e o centro-médio Adilson (ambos jogaram no Campo Grande com o Decio Esteves, quando o "Campusca" saiu do Departamento Autônomo e foi para a Federação Metropolitana, ou Fluminense?, de Futebol).

O belo prédio da Francisco Bicalho ficou anos totalmente abandonado. Já li sobre muitas promessas de transformá-lo em algo útil, mas não sei exatamente o que funciona lá atualmente.

26/08/2016 Publicada por luizd.rio


Realmente a foto ficou muito boa com a colorização do Reinaldo Elias. Já aconteceram rodas de samba nessa estação, depois da desativação, mas não sei dizer quem comandou os eventos.

26/08/2016 21:00 Paulo R.

Concordo com a Viúva Saudosista, apesar de sua evidente aversão à vírgulas e acentos agudos rs, um VLT aí na porta seria muitíssimo bem vindo, uma vez que hão há metrô próximo, daria uma mobilidade muito grande, e faria conexão entre centro e zona norte, articulando com Rodoviária e Aeroporto SDU, e com a linha nova que será inaugurada, entre Pça Xv e Central!Essa construção é tão bonita, colorizada suavemente, então, mais ainda, onde em qualquer país seria preservada e utilizada para vários eventos, galpões de exposições, e claro, cafeterias bem montadas, espaçosas, climatizadas, charmosas, uma livraria talvez, palcos para shows, uma galeria de fotos da área como era antigamente, entre tantas outras idéias! Se vc esquecer que é ali, pode até achar que é um braço do Danúbio ou do Sena... Augusto, o que vc andou vendo por lá de legal? Li que o Jorge Aragão teria alugado ou pensava em alugar o espaço, isso procede?

26/08/2016 13:09 Evelyn

Lembro que viajei no trem de Prata para São paulo em 79 e alguns anos mais tarde, por volta de 1985, para Guaratinguetá.

26/08/2016 13:06 Surfista de trem

Boa tarde a todos. Estive mais vezes na Leopoldina recentemente, como centro cultural, palco de exposições, do que quando tinha sua finalidade original.

26/08/2016 12:57 Augusto

Gustavo Lemos e Luiz D´, isso provavelmente aconteceu no final, quando ao terminal da Leopoldina já não operava mais trens de bitola estreita e apenas trens suburbanos elétricos, já no final dos anos 90. O Santa Cruz, trem de passageiros que partia de D.Pedro II, foi desativado em 1991, assim como o Vera Cruz, que que fazia a ligação Rio-Belo Horizonte. Em 1994 foi criado o Trem da Prata, que fazia a ligação Rio-São Paulo, foi inaugurado mas durou pouco tempo, até 1998, pois não "interessava aos empresários rodoviários". O processo de sucateamento de modais sobre trilhos é conhecido há muitos anos. Para que gosta do assunto sugiro um estudo em PDF que pode ser baixado em segundos pela internet: "Fim de Linha: extinção dos ramais da Leopoldina - 1955/1974". da professora Dilma de Andrade. É um estudo profundo e que esclarece bastante a questão da erradicação ferroviária, sendo inclusive rico em detalhes. Vale a pena conferir...

26/08/2016 12:44 Joel Almeida

Tia Nalu é a primeira passageira. Do trem da Alegria.

26/08/2016 12:20 Peralta, o implicante

Pode até serem falsas memórias.Viajei no trem de prata algumas vezes, o embarque era nesta estação. Uma única vez foi na Central. Esta estação estava cotada para abrigar o trem-bala, mas...

26/08/2016 12:08 Surfista de trem

Faz tempo que viajei mas tenho quase certeza de que o trem saiu da Leopoldina.

26/08/2016 11:57 Luiz D´

Joel, viajei diversas vezes no Trem de Prata Santa Cruz para BH partindo da Leopoldina.

26/08/2016 11:10 Gustavo Lemos

Bom dia ! Bela foto, bela colorização ! É uma pena que a conservação não seja um dos pontos fortes dos cariocas e dos brasileiros de uma forma geral. Pelo que podemos ver, a região já foi muito mais bonita do que é nos dias atuais...Marco, segundo tomei conhecimento, as obras dos bondes de Santa Teresa estão paralizadas, como conseqüência da falta de verbas.

26/08/2016 10:29 WHM

Bom dia a todos. Bela colorização do Reinaldo Elias. Nesta bela fotografia, podemos ver a aleia de palmeiras plantadas e refletidas nas águas do canal, os balaústres de proteção a beira do canal, nada que não possa ser refeito nos dias de hoje. Porém acredito que a restauração deste local só irá acontecer, caso esta região venha a sofrer um desenvolvimento econômico, isto com certeza faria com que a estação voltasse a funcionar na sua função precípua, também poderia tornar o morro do Pinto num bairro e evitar a sua favelização que vem ocorrendo nas últimas décadas. Esperar algo do poder público para a região, só na próxima olimpíada no RJ, sabe-se lá quando isso irá ocorrer, talvez daqui a mais 500 anos, se ainda existirem jogos olímpicos.

26/08/2016 09:12 Lino Coelho

Mo lado esquerdo da foto situava-se a estação Alfredo Maia; fora da foto, à direita ainda existe a ponte que levava ao terminal de "Praia Formosa", demolido em 2010/2011 para a construção da "rodoviária provisória", onde também se encontra o "ponto final" ou garagem descoberta dos V.L.Ts...

26/08/2016 09:10 Joel Almeida

Fora a volta triunfal do term para Friburgo Petrópolis e Teresópolis. Bela colorização. Por falar em trem. e o bonde de Santa Tereza alguma notícia?

26/08/2016 08:44 Marco de Yparraguirre

Bom dia. Em primeiro lugar faço uma correção ao comentário do Dr. Luiz: O trem da Prata partia da estação D.Pedro II na Central do Brasil, tendo em vista que o ramal de São Paulo pertencia à EFCB. Quanto à foto, a estação Barão de Mauá era terminal de dezenas de linhas que se dirigiam ao interior de Minas, Espírito Santo, e Estado do Rio de Janeiro, sem contar as linhas suburbanas. Mas como é sabido, as empresas de ônibus, fábricas de pneus, companhias petrolíferas, etc, foram as responsáveis pela erradicação de todo e qualquer transporte ferroviário de passageiros sobre trilhos, excetuando-se as linhas suburbanas. Esse conluio criminoso continua vigorando a todo vapor, e tome-se por exemplo a famosa "linha 3 do Metrô", que nada mais é do que a velha linha da Leopoldina que se dirigia a Campos e interior do estado, passando por São Gonçalo: Favelizaram o leito, o acabaram com os trens, e devido ao conluio tráfico/poder público/empresas de ônibus, em São Gonçalo, tudo lá parou...

26/08/2016 08:19 Joel Almeida

Muito interessante mas voltando ontem do meu recesso lá das serras carioca ao passar por essa avenida veio a inevitável lembrança de um passado quando existia essa alea de Palmeiras Imperiais. Fui ao passado e imaginei essa Francisco Bicalho restaurada e modernizada. Poderia passar o encantador VLT, restaurar esse monumento que é a antiga Estação da Leopoldina e poderia abrigar novamente um terminal dos Litorinas, o prédio do Açúcar Pérola( saco azul e cinta encarnada) tendo é óbvio outras funções, Belos prédio modernos fariam até uma harmônica composição com o passado...e por ai vai. Impossível? Acho que o Porto Maravilha é um exemplo de vontade. Segundo sei o local onde era a antiga CEG construirão prédios residenciais o que aliás é uma boa pedida desde que não exagerem na dose. Vide selva de pedra da Praia do Pinto. Bem, não custa sonhar...

26/08/2016 07:51 Viuva Saudosista

Comente esta foto
Nome   
E-mail   
Site/Blog   
Comentário  
Caracteres restantes : 1000